Português Italian English Spanish

Cresce a luta do rio-pardense contra aumento para políticos

Cresce a luta do rio-pardense contra aumento para políticos


Até o início da tarde desta segunda-feira, dia 21, 47 pessoas confirmaram presença através do grupo privado “Protesto Contra o Reajuste” no Facebook.

Por Kleber Souza

População estará em peso na Câmara Municipal nesta terça-feira, às 19h, para impedir a segunda votação do projeto

São grandes as adesões de pessoas do bem de Ribas do Rio Pardo (MS) contra a atitude do mal por parte do presidente da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo, vereador Paulo da Pax, o único que, regimentalmente, tem o poder de colocar ou retirar o projeto da pauta para sua segunda votação, nesta terça-feira, dia 22, às 19h.

Apesar do presidente da Câmara desfazer das mídias sociais publicamente, as pessoas estão confirmando presença no facebook e grupos de whatsapp, inclusive diretamente com os organizadores do movimento, uma equipe que não tem nome, mas sim a coragem de enfrentar a ousadia do presidente Paulo da Pax e sua insistência de colocar o projeto na pauta de votação.

Até o início da tarde desta segunda-feira, dia 21, 47 pessoas confirmaram presença através do grupo privado “Protesto Contra o Reajuste” no Facebook.

Na sessão dos vereadores desta terça-feira, dia 22, o vereador-presidente Paulo da Pax, poderá ser aplaudido e sair como herói se não colocar o projeto em votação ou completamente vaiado e derrotado politicamente, se insistir em enfiar “goela abaixo” o aumento salarial de 28% para todos os políticos de Ribas, como tem “peitado” a todos ultimamente.

O vereador Paulinho também bateu no peito e “berrou” na tribuna ser favorável ao aumento, mas só o presidente Paulo da Pax pode colocar o projeto em votação ou não. Dos 11 vereadores, quatro já votaram contra e estão sendo elogiados nas ruas da cidade.

Outros cinco, votaram a favor. A vereadora Sônia Passos não foi a sessão de votação. Com a Câmara cheia, todos vão saber quem de fato é contra e quem é a favor na decisão final, caso o presidente insista em continuar indo contra a população.

Para conseguir evitar o aumento, os moradores sabem que basta estar presente à Câmara às 19 horas desta terça-feira. Faça chuva ou faça sol. O presidente disse que a Imprensa Estadual não será recebida, outra atitude coronelista da ditadura militar que complica a situação, porque vários órgãos já confirmaram presença e Ribas poderá estar novamente mal no cenário estadual, por conta de erros dos vereadores.

Não é possível esconder a tensão e, provavelmente, mais uma vez, Paulo da Pax terá que recorrer à força policial para garantir as aberrações de sua mal fadada gestão como vereador. 

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961