Português Italian English Spanish

Alunos da zona rural sofrem com falhas no transporte escolar em Ribas do Rio Pardo

Alunos da zona rural sofrem com falhas no transporte escolar em Ribas do Rio Pardo

Data de Publicação: 16 de maio de 2022 13:24:00

Pastor Isac (PTB), Nego da Borracharia (PSD) e Tiago do Zico (PSDB) estiveram, nesta sexta-feira (13/05), em fiscalização na zona rural. Os vereadores foram apurar denúncias de que o transporte escolar não estaria indo buscar crianças como a Ana Vitória, que até hoje nunca conseguiu assistir a uma aula na escola.

“Eu tenho muita vontade de conhecer a escola. Quero conhecer meus coleguinhas. Acho que vai ser muito legal. Só que a Kombi não vem me buscar”, diz Ana Vitória.

“Eu sinto muito desgosto, hein... Ter a minha filha querendo estudar e não ter o transporte para levar ela. Se não resolver, vou ser obrigado a pedir as contas do trabalho e ir embora daqui. Não posso deixar a minha filha sem estudar”, diz Wilson Mariano da Silva, pai da menina.

A família mora a 40km da Modelo II, onde Ana Vitória jamais esteve, apesar de estar matriculada lá.

“Não sei por que não querem vir buscar minha filha. Já fui em tudo quanto é lugar, sempre jogam de um para o outro e ninguém resolve o problema. Estive na Educação, conversei com um monte de funcionário, e sempre o mesmo descaso, dizendo que ‘depois vamos ver’. Depois quando? Vou deixar minha menina sem estudo, perdendo o ano todo?”, questiona Andreia de Paula Silva, mãe da Ana Vitória.

Não bastasse a ausência do transporte, Andreia alega que ainda precisa caminhar 12km para conseguir pegar as lições em outra fazenda e levar para tentar ensinar a filha em casa.

“No ano passado, não buscaram por causa da pandemia. Tranquilo, a gente entendeu que era questão de saúde. Mas agora está liberado, ela está vacinada, com os cuidados todos em dia. É um absurdo a Prefeitura ter as condições para botar o carro para buscar as crianças e a crianças não poderem estudar. Isso não existe! Tem que respeitar as pessoas. Até porque não é só a minha filha não. Tem outras mães também com o mesmo problema”, diz Andreia.

Pastor Isac

“Não estamos aqui para perseguir ninguém, mas para fiscalizar. Temos que saber se a educação está fazendo seu papel, que é o de buscar as crianças e dar todo o suporte para que elas possam ter acesso ao ensino e serem cidadãs de bem lá na frente. A Andreia me procurou através do Taciano e a gente fez questão de vir ouvir a situação dela. E é de uma tristeza muito grande! A situação do nosso município em relação à educação é um grande problema. Precisa melhorar muito”, diz o vereador.

Nego da Borracharia

“Um bom secretário teria que, no mínimo, conhecer a sua área. Infelizmente, o de Educação não conhece Ribas. Tem que sair do gabinete e visitar a situação da zona rural. Ficar lá sentado só esperando a mãe ir reclamar dos seus problemas é fácil demais. O caso da Ana Vitória já é o quarto que vejo de uma criança da zona rural que não consegue ir à escola por falta de transporte. Sem falar nas crianças que não têm sala de aula, que estudam na varanda, ou de outros lugares que a parede está caindo. Estive em uma sala em que um professor foi bater um preguinho para botar um quadro e a parede balançou toda”, conta o vereador.

Tiago do Zico

“A situação é muito crítica em um município milionário, onde se enche a boca para falar que tem R$60 milhões em caixa. Tanto dinheiro e não resolvem o problema de uma mãe que quer ver sua filha na escola?”, questiona o vereador. 

Por Assessoria de Comunicação da Câmara de Ribas 

 
 
 
 
 
 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961