Português Italian English Spanish

Vítima fatal teve contágio por transmissão comunitária, aponta Vigilância de Ribas

Vítima fatal teve contágio por transmissão comunitária, aponta Vigilância de Ribas


O prefeito Paulo Tucura lamentou a primeira morte em decorrência da Covid-19 no município.

Investigação do Departamento de Vigilância Epidemiológica da secretaria de Saúde de Ribas do Rio Pardo (MS), aponta que a primeira vítima fatal da Covid-19 no município, foi contaminada por transmissão comunitária.

Segundo o chefe do setor, Sidnei Lehm, o paciente, um homem de 64 anos, não teve contato com casos positivos. “Sim, foi comunitária”, afirmou.

O prefeito Paulo Tucura lamentou a primeira morte em decorrência da Covid em Ribas. “Hoje infelizmente confirmamos a primeira morte por covid-19. Quero deixar minhas condolências aos familiares”, escreveu.

A transmissão comunitária ocorre quando o contágio ocorre em um local sem que seja possível identificar a origem da infecção.

Nesta casso, a transmissão do vírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato com secreções contaminadas, como gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; toque ou aperto de mão; ou contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Por Kleber Souza em 27 de agosto de 2020

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961