Português Italian English Spanish

Primeira rodoviária de Ribas era moderna e existe até hoje

Primeira rodoviária de Ribas era moderna e existe até hoje


O terminal rodoviário da São Sebastião levava o nome do ex-vereador Gilberto Marques Fogaça.

O primeiro terminal rodoviário de Ribas foi inaugurado em 1991. 

Não funciona mais como terminal rodoviário, mas está lá no bairro São Sebastião até hoje. Inaugurada no início da década de 90, na gestão do então prefeito José Miguel Sanches Vigilato, a primeira rodoviária de Ribas do Rio Pardo era considerada uma das mais modernas do interior sul-mato-grossense na época.

Uma infeliz e politiqueira matéria da assessoria do ex-deputado Geraldo Resende, causou alvoroço nas redes sociais. A publicação dá a entender que Ribas nunca teve rodoviária e que a obra a ser inaugurada nesta sexta-feira 13, será um divisor de águas para o município.

A notícia de que “Depois de 75 anos” Ribas ganhará uma rodoviária, mostra desprezo pelo passado e falta respeito até mesmo com os mortos. O terminal rodoviário da São Sebastião, foi construído por quem não está mais entre nós, e levava o nome de outro falecido, o ex-vereador Gilberto Marques Fogaça. Ana Márcia perguntou na lata: “Mas... E a antiga rodoviaria no São Sebastião?”

Revoltados com o desrespeito a história da cidade, dezenas de moradores soltaram o verbo nas redes sociais. Jéssica Santos questionou veracidade da notícia. “bom.... posso estar errada mas tenho 29 anos e minha mãe trabalhou na rodoviária, sendo funcionária pública quando eu tinha 4 anos. Já se passou 75 anos de 1994 à 2019?”

O prédio da primeira rodoviária de Ribas foi doado para uma indústria de confecções.

De família tradicional em Ribas, Sandra Matoso foi além, e avaliou a rodoviária antiga, melhor que a nova. “a estrutura dessa rodoviária antiga é melhor do que essa que vão inaugurar... pena que foi feita em lugar errado na época, tudo politicagem pra não pagar mais caro num terreno tipo próximo do centro”, comentou.

Dione de Araújo, morou muitos anos no bairro São Sebastião e lembra que a primeira rodoviária de Ribas foi abandonada pelos políticos. “Eu lembro muito bem da antiga rodoviária , que foi abandonada por antigos prefeitos”.

Já Eder Costa questiona o que levou o fechamento da rodoviária na São Sebastião. “Não sei quais foram os fatores que pesaram sobre a decisão de fechar a antiga rodoviária no São Sebastião, pois eu me lembro que tinha uma boa estrutura para atender a população, mas o que eu achei um grande erro da administração pública foi fechar a rodoviária e deixar a cidade sem atendimento por tanto tempo, deveriam deixar funcionado até construir o novo terminal rodoviário.”

Atualmente a rodoviária de Ribas funciona provisóriamente em pontos comerciais da cidade.

Outro questionamento é a questão estrutural. Muitos, consideram que a primeira e antiga rodoviária é, mesmo depois de 40 anos, melhor do que a que será inaugurada. “Era uma estrutura digna de uma Rodoviária.”

O engenheiro civil, Fábio Honorato, endossa a opinião popular com posicionamento técnico. “A rodoviária que Ribas do Rio Pardo tinha no bairro São Sebastião nem se compara com a nova era totalmente melhor vamos iniciar pelo espaço, pela estrutura de concreto armado, cobertura em estrutura metálica e edificação e repartições de salas incomparável, quem morou em nossa cidade e conheceu a rodoviária sabe. A história de Ribas não é preservada, o passado, patrimônio da cidade. Meu ponto de vista”, disse.

E PAULO ‘PARAGUASSU’ TUCURA GHEGA AOS FINALMENTES

A moradora Alzira Zarpellom, fez uma analogia do episódio, com a ficção. Para ela, a inauguração da rodoviária virou uma novela. Inicialmente era esperada para março deste ano, a inauguração foi anunciada pelo ex-deputado Geraldo Resende, para maio, prazo também não cumprido.

“O prefeito (de Sucupira) queria inaugurar o cemitério e não tinha defunto... ai vai inaugurar uma rodoviária, sem ônibus. Seria cômico se não fosse trágico”, satirizou.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961