Português Italian English Spanish

Caso Tec Faz: prefeito diz não saber se secretário roubou ou não; Ouça

Caso Tec Faz: prefeito diz não saber se secretário roubou ou não; Ouça

Data de Publicação: 18 de maio de 2022 00:15:00

 

O prefeito diz ter dúvidas sobre o secretário. 

DA REDAÇÃO/RIOPARDONEWS 

Alvo de intermináveis denúncias de corrupção e emparedado pela quarta vez pela Câmara, em pouco mais de um ano de mandato, o prefeito de Ribas do Rio Pardo (MS), João Alfredo Danieze (PSOL) que tem fama de ‘grampear’, também foi ‘grampeado’.

Na última semana, a redação do Rio Pardo News, teve acesso com exclusividade a gravação de áudio feita dentro do gabinete do prefeito. A conversa teria acontecido entre três autoridades do município e trata sobre a denúncia de desvio de dinheiro público no “Caso Tec Faz”.

Em 1º de janeiro de 2021, ao ser empossado prefeito, João Alfredo disse que sua preocupação maior seria fazer com que cada centavo tivesse a devida publicidade.

Naquela ocasião, o prefeito pediu, inclusive, que todos os vereadores a fizessem (fiscalização).

Agora, passado mais de um terço do mandato, o incoerente político cai em contradição e é pego mais uma vez de ‘calças curtas’.

No áudio, o prefeito é colocado contra a parede por uma terceira pessoa que explica o óbvio. “- É uma votação que sobrecarrega sobre você!”, diz.

Imediatamente, o ‘ensaboado’ prefeito responde: “- Aí é uma coisa de interpretação”, pontua o prefeito, sem saber que estava sendo gravado.

João Alfredo continua e, tentando ser humilde diz: “Quem sou eu pra poder mudar usa opinião a respeito”, pontua.

Na sequência, o prefeito diz claramente que se os vereadores acharem que ele tem culpa na denúncia de desvio do dinheiro público ele irá tomar suas providências. “Por que eu tô mandando apurar tudo”, explica, tentando se safar, como se não fosse ele o ordenador de despesas do Município.

O prefeito finaliza sua fala no áudio dizendo que não tem condições de sair e ver se o secretário está fazendo certo ou errado. Neste momento, o prefeito é interrompido com o questionamento: “- Tá te roubando ou não”.

Como se o dinheiro fosse do seu escritório e não do povo, João Alfredo concorda com a fala e repete: “- Tá me roubando ou não”.

Ouça o áudio na íntegra e sem edições até o segundo 25’’. Para enfatizar, o áudio é editado do segundo 26’’ ao 29’’:

 

 
 
 
 
 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961