Português Italian English Spanish

Alvo de cassação, prefeito de Ribas do Rio Pardo diz não haver justificativas para levar caso adiante

Alvo de cassação, prefeito de Ribas do Rio Pardo diz não haver justificativas para levar caso adiante

Data de Publicação: 7 de abril de 2022 15:13:00
Defesa alega que todos os fatos e condutas a ele atribuídos já foram esclarecidos

 

Por Renan Nucci/Midiamax

O prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo Danieze (Psol), que está sendo alvo de um  de cassação na Câmara Municipal, disse não haver justificativa para levar o procedimento adiante, uma vez que todos os fatos e condutas atribuídos a ele teriam sido esclarecidos. 

A defesa do chefe do Executivo, representada pelos advogados André Borges e Julicezar Barbosa, ressalta ainda que os  envolvidos na  estão contrariando o interesse da população. 

“Fatos e condutas do prefeito foram amplamente esclarecidos, inexistindo justificativa válida para levar adiante a comissão processante; vereadores que assim não entenderam vão contra os superiores interesses do povo local, que não tolera mais disputa política insensata e inoportuna, num momento tão positivo para a cidade, em que ela atrai bilionário investimento; momento requer tranquilidade e paz”, diz nota da defesa.

Cassação de João Alfredo Danieze

Durante reunião na quarta-feira (6), a Comissão Processante da Câmara de Ribas do Rio Pardo decidiu dar continuidade ao processo de cassação de mandato do prefeito João Alfredo Danieze. Após dois votos favoráveis e um contrário, os parlamentares vão seguir com trâmites para determinar ou não a saída de Danieze.

comissão ainda determinou a intimação pessoal do prefeito para que apresente um quadro de testemunhas. A partir disso, será marcada a data para colheita das oitivas e do depoimento do prefeito. 

O caso de Ribas do Rio Pardo

De acordo com informações oficiais, a denúncia apresentada na Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo se baseia em um requerimento que questiona a empresa Tec Faz sobre as locações de máquinas e caminhões para a Prefeitura. No entanto, o ponto indagado é o custo do serviço que chegou ao valor de R$ 803.232,94. O documento aponta indícios de superfaturamento no contrato que foi negociado por R$ 566.998,19.

Após a comparação feita entre os valores, os parlamentares decidiram investigar as obras e questionar o valor alto do faturamento, considerando que o Poder Executivo não realizou tantas obras no município. Alguns levantamentos apontam possíveis irregularidades, no qual se soma um valor de R$ 305.075,23 de danos aos cofres públicos, conforme a denúncia.

 
 
 
 
 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961