Português Italian English Spanish

Rio-pardenses que chegam à Capital passam por barreira sanitária

Rio-pardenses que chegam à Capital passam por barreira sanitária


Reportagem especial do site Diário Digital de Campo Grande (MS), noticiou na manhã desta sexta-feira, dia 12, a movimentação intensa na BR-262 durante o feriado. Um micro-ônibus que transporta diariamente os rio-pardenses até a capital passou pela vistoria e não apresentou irregularidades. Leia na íntegra:

Barreiras sanitárias registram movimentação intensa durante feriado
 

As barreiras sanitárias instaladas pelo município nas saídas para São Paulo, Três Lagoas e Sidrolândia desde o dia 8 de junho vão funcionar por 15 dias seguidos. Quem passa pelo local realiza a aferição de temperatura e responde questionamentos da equipe. Em caso suspeito é feito o teste rápido para covid-19. É um monitoramento feito nas pessoas que estão entrando na cidade. O veículo também passa pelo processo de desinfecção.

Na manhã desta sexta-feira (12)  a equipe de reportagem do Diário Digital flagrou um micro-ônibus com placas de Ribas do Rio Pardo trazendo 15 pessoas. Todas passaram pelos procedimentoe e ninguém apresentou alterações de tempratura ou sintomas suspeitos.  Quem passa pela barreira recebe orientação sobre as medidas para prevenir o contágio do  novo coronavírus.

O motorista de caminhão Gustavo Ferreira, de 58 anos, passou pela barreira sanitária na manhã. Depois dos procedimentos a sensação foi de alívio. “Estou voltando para casa e é importando pra mim saber que vou chegar sem ter contraído o vírus. Tenho uma filha pequena e esse era meu medo”, afirma.

Maria Luiza de 22 anos, chegou na Capital logo pela manhã vindo de Três Lagoas. “ Vim para ver minha mãe e pretendo retornar rapidamente para minha cidade. A barreira sanitária instada é fundamental para coibir a disseminação do vírus”, pontua.

As pessoas concordam que as medidas sanitárias como ficar em casa e evitar aglomerações são importantes para evitar o contágio, mas o que se vê na prática é muita gente circulando. A movimentação é grande tanto na área urbana, quanto nas rodovias.  O baixo índice de isolamento favorece o aumento de casos de forma cada mais rápida.

Por Thays Schneider do Diário Digital. Leia mais em: https://www.diariodigital.com.br/plantao-saude/barreiras-sanitarias-nao-inibi-viagens-durante-feriado/196488/

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961