Português Italian English Spanish

Vereadores de Ribas não fiscalizam gastos da Prefeitura na pandemia

Vereadores de Ribas não fiscalizam gastos da Prefeitura na pandemia


Somente o ‘socorro’ do Governo Bolsonaro para Ribas do Rio Pardo, ultrapassou dos R$ 4 milhões.

De mal a pior! É assim que a população rio-pardense pode definir a transição da atuação dos vereadores de Ribas do Rio Pardo (MS) de antes e agora, durante a pandemia.

A inércia dos nobres legisladores ganhou força com as medidas de prevenção ao coronavírus. Diferentemente da maioria das Câmaras Municipais do Brasil que adaptaram a rotina com um “novo normal”, em busca de contribuírem com o momento difícil, a Câmara de Ribas do Rio Pardo literalmente entrou em quarentena.

E foi justamente no momento de pandemia, em que a Gestão Tucura foi pega de surpresa, ao se ver obrigada a realizar gastos que não estavam previstos no orçamento anual, que os vereadores passaram a fazer com maestria o que já faziam: NÃO ACOMPANHAR E FISCALIZAR COM RIGOR A FORMA COM QUE O DINHEIRO PÚBLICO É GASTO PELO EXECUTIVO!

De janeiro a julho deste ano, os trabalhos que já eram inexpressivos nos anos anteriores, quase se igualaram a nada, com apenas 9 sessões ordinárias e 3 extraordinárias. Nota-se facilmente que a disposição da maioria é centrar esforços na pré-campanha.

A Prefeitura de Ribas que, assim como todos municípios, passou a receber recursos abundantes para a comprar de equipamentos, medicamentos, materiais de proteção, além de outros investimentos na Saúde e Assistência Social, faz o que bem entende, especialmente após o decreto de calamidade pública. Somente o ‘socorro’ do Governo Bolsonaro para Ribas do Rio Pardo, ultrapassou dos R$ 4 milhões.

Na semana passada, foi destaque na imprensa estadual, recursos na ordem de R$ 2,3 milhões do Ministério da Saúde para municípios de Mato Grosso do Sul, para a implantação de um Centro de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19. Desse montante, Ribas do Rio Pardo (MS) terá R$ 240 mil. Até o momento nenhum vereador manifestou publicamente, iniciativa de acompanhar a destinação desses valores, bem como, não houve publicidade por parte do executivo.

Por Kleber Souza em 28 de julho de 2020

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961