Português Italian English Spanish

Vereadora trai eleitores com discurso demagógico e atua com dois pesos e duas medidas

Vereadora trai eleitores com discurso demagógico e atua com dois pesos e duas medidas

Aos poucos, Fabiana Galvão foi mostrando sua real personalidade e posicionamento político.

Aos poucos, Fabiana Galvão foi mostrando sua real personalidade e posicionamento político. 

Por Kleber Souza
O resultado da eleição proporcional (para vereador) de 2016 em Ribas do Rio Pado (MS), está cravado na história política do município como o desejo de eleger novatos e novatas para a Câmara Municipal. A vereadora Fabiana Galvão (Patri) é uma das eleitas com o discurso de que tudo seria diferente, com atuação séria e favorável a população. 

Ela foi oposição ao atual prefeito, Paulo Tucura, e seu discurso na tribuna, na maioria das vezes, sempre foi crítico, com palavras fortes e mostrando estar na oposição. Aliás, na eleição da Mesa Diretora, preferiu não votar (absteber) do que votar contra e mostrar que era oposição. Começou mal! 

Fabiana Galvão foi a mais frequente no uso da tribuna no primeiro ano (2017) e sempre muito ativa, com divulgação do pouco que fazia. Fazia mais barulho do que apresentar resultado. A população gostou e manifestou isso com comentários de apoio nas redes sociais. A vereadora chegou a recolher, com as próprias mãos, o lixo deixado por usuários do Parque dos Ipês.

A vereadora chegou a recolher, com as próprias mãos, o lixo deixado por usuários do Parque dos Ipês.

Mal sabe o povo que isto, para os mais experientes analistas políticos, é “jogar para a torcida” e um posicionamento difícil de ser mantido. E foi o que aconteceu. Aos poucos, Fabiana Galvão foi mostrando sua real personalidade e posicionamento político. 

Hoje, as incoerências falam mais alto. Ela, praticamente, sumiu da tribuna, e é vista com maior frequência no Paço Municipal. Fica sentada na sessão “vendo a banda passar”, igual a maioria. A divulgação não é mais frequente, até mesmo porque as ações demagógicas, como as visitas as autoridades de Campo Grande, não resultaram em novos benefícios para a população.

Pior do que isso, é ver a Fabiana Galvão, eleita em coligação de oposição, votar contra o povo e a favor da atual administração. Um dos exemplos, é a blindagem desnecessária (até porque o prefeito tem larga maioria de votos) que fez ao prefeito Paulo Tucura, quando votou contra a aprovação de um requerimento determinando a presença do prefeito na Câmara para explicar declarações agressivas de um dos seus secretários municipais, ofendendo vereadores e morador de Ribas do Rio Pardo, com palavras de baixo calão.

Ela, praticamente, sumiu da tribuna, e é vista com maior frequencia no Paço Municipal.

Fabiana poderia ter votado a favor, mas não votou e protegeu o prefeito que sempre criticou na tribuna. Outro exemplo de incoerência entre o discurso e a pratica, é o voto favorável para a suplementação orçamentária de mais de R$ 10 milhões solicitada pelo prefeito. Gastou R$ 87 milhões em oito meses e Fabiana Galvão aprovou mais R$ 10 milhões, juntamente com os “vereadores e vereadoras do prefeito”.

Na campanha, Fabiana Galvão sempre criticou esta falta de seriedade na política. E hoje faz a mesma coisa. Os eleitores tiveram esperança de que ela fosse diferente, mas agora, nem mesmo seus colegas vereadores, acreditam que ela possa, sequer, ocupar função mais séria na Câmara, além de ficar sentada na cadeira que não está honrando em defesa do povo.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961