Português Italian English Spanish

Tucura não vê ‘nenhum absurdo’ e aprova aumento de 28% para políticos

Tucura não vê ‘nenhum absurdo’ e aprova aumento de 28% para políticos


O novo salário entra em vigor em 2021 e irá contemplar o atual prefeito, caso seja reeleito ou o sucessor.

Por Kleber Souza

Depois de falar em “abrir mão do aumento” e ser advertido publicamente pelo vereador Paulo da Pax (PL) sobre as falácias, o prefeito Paulo Tucura (DEM), mostrou que é bem mandado ao acatar a “dica” do vereador e usar os microfones da rádio comercial local para dizer que irá aprovar o aumento de 28% para os políticos de Ribas do Rio Pardo (MS).

Para justificar o posicionamento favorável ao polêmico projeto, Tucura falou em coerência e usou como parâmetro, os salários dos servidores públicos municipais que, segundo ele, foram reajustados em mais de 40% entre 2012 e 2019.

“Ficou pra mim vetar ou sancionar. De ante mão eu já quero informar a população, com toda a coerência, com toda análise que nós fizemos, que nós vamos sancionar a lei sim, porque entendemos que foi votada regularmente, não tem nada inconstitucional, não tem nada errado, e eu não vejo nenhum absurdo nisso aí. Até porque todos os servidores receberam neste perído mais de 40% (de reajuste) e o que foi apresentado foi 28%”.

Porém, o prefeito não ressaltou que a maioria esmagadora dos servidores públicos recebem salários mínimos ou próximo disso. Reajustar de maneira escalonada um salário mínimo de R$ 622,00 (Ano de 2012) em 43%, chegaríamos hoje (2019) em R$ 889,46. Ou seja, se o salário mínimo atual é de R$ 998,00 , está provado que os reajustes foram insuficientes e os servidores público de carreira do município estão com os vencimentos defasados.

Outro ponto ignorado propositalmente pelo prefeito Paulo Tucura é o pequeno impacto que o reajuste de 43% tem nos salários baixos e, o o grande impacto que o reajuste de 28% tem nos altíssimos salários do prefeito, vice, vereadores e secretários.      

“Eu entendo que não posso deixar pro próximo mandato, o salário de secretário no valor que está. Por que nós deixaríamos um cenário onde o prefeito teria, ou terá, muitas dificuldades pra montar um secretariado que ele entenda que é o ideal”, pontuou.

Sem falar em números e dando a entender que “ainda achar pouco”, o prefeito disse que mesmo com a reposição, os salários dos secretários municipais de Ribas, ainda serão “um dos menores salários do estado”. Entretando, esqueceu de dizer que o salário do prefeito passa a ser equivalente ao do prefeito da Capital: R$ 19.920,70.

O novo salário entra em vigor em 2021 e irá contemplar o atual prefeito, caso seja reeleito ou o sucessor.  

“O salário do prefeito eu não posso vetar porque é atrelado ao salário dos secretários. Ou sanciona os dois, ou nenhum dos dois. A lei não permite fazer um só. O que a população precisa entender é que nós não estamos fazendo busca de benefício próprio, nada neste sentido, o que a gente está tendo é uma coerência do que realmente precisa ser feito”, disse.

Durante a entrevista o prefeito ignourou completamente os puxões de orelhas que levou do presidente da Câmara e, não tocou no assunto que abriria mão do aumento, caso reeleito. Koy Neves e Pedro Claro também “esqueceram” de trazer o tema novamente à tona.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961