Português Italian English Spanish

Sem atendimento da Prefeitura, hanseníase consome paciente em Ribas

Sem atendimento da Prefeitura, hanseníase consome paciente em Ribas

A denúncia de omissão da Prefeitura foi publicada em rede social dia 8. As imagens são chocantes.

Por Kleber Souza

Uma vítima da hanseníase, doença que apodrece as partes do corpo, está sendo consumido sem atendimento médico por parte da Administração do prefeito Paulo Tucura do MDB, em Ribas do Rio Pardo (MS).

Nezão, como é conhecido, já perdeu uma das pernas e está prestes a perder o outro pé, porque não consegue fazer apenas o curativo na Secretaria de Saúde do município.

O prefeito assiste a tudo passivamente, até mesmo porque, recentemente fez cirurgia na Capital e não se utiliza dos serviços que sua Administração deveria fornecer com os quase 8 milhões, em média de arrecadação mensal.

Os vereadores também se omitem e se tornam alvo de críticas dos moradores. Nenhum deles tomou qualquer providência para resolver o problema, já que a maioria se vangloria de ganhar da oposição (minoria) e proclama que não se pode fazer política na Câmara Municipal, a ‘casa da política’.

A denúncia de omissão da Prefeitura foi publicada no Facebook de Eliane Souza no segunda-feira dia 8. As imagens são chocantes e o desespero de quem tenta ajudar é imenso. "Sou só uma vizinha que já não aguenta mais ver tanto sofrimento", escreveu Ana Lúcia na rede social da amiga. 

"Ele precisa fazer curativo duas vezes por dia mas quando dá a hora de ir, o carro não chega vamos atrás o postinho (ESF) diz não tem motorista", denuncia.  

A reportagem do Rio Pardo News entrou em contato com a secretária de saúde, Helenice Falcão, no mesmo momento em que recebemos a denúncia. Falcão revelou que não tinha conhecimento do caso e que iria buscar informações.

“Neste momento não tenho como dar qualquer tipo de informação. Nada sei sobre este caso. Vou tentar me informar agora mesmo”, disse às 18h30min.

Mostrando preocupação com o problema, a secretária voltou a manter contato com a reportagem pouco tempo depois. Desta vez, aparentemente já com detalhes do caso. “Aconteceu como foi denunciado. ESF São João”, disse Helenice via WhatsApp.

Às 19h35 (8/4), a secretária, sempre solícita, atualizou com mais informações. “O paciente foi levado ao hospital pelo SAMU e foi realmente constatado a gravidade da situação”, pontou.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews