Português Italian English Spanish

Secretário de Tucura é levado pela Polícia por injúria racial e tentativa de agressão

Secretário de Tucura é levado pela Polícia por injúria racial e tentativa de agressão

Neste momento, acompanhados de advogados, a suposta vítima, o acusado e testemunhas prestam depoimentos da Delegacia de Polícia.

Exato momento em que os policiais conduzem o secretário Aníbal da Prefeitura para a Delegacia de Polícia. (Foto Rio Pardo News)

Por Kleber Souza do Rio Pardo News

Acusado de praticar injúria racial e tentativa de agressão, o secretário de Administração do prefeito Paulo Tucura (MDB), Aníbal Júnior, foi conduzido coercitivamente pela Polícia Civil, por volta do meio-dia desta sexta-feira, dia 8.

De acordo com a vítima, identificada como Euclides, o incidente aconteceu dentro do prédio da Prefeitura, na recepção, quando solicitou que o secretário assinasse um documento. Aníbal teria desferido ofensas raciais em alusão a sua cor de pele, bem como palavras de baixo calão, por discordar do que estava escrito no papel.

Não satisfeito com os xingamentos, o secretário teria tentado atingir a vítima com socos, ainda dentro do Paço Municipal, e seguiu Euclides, porta a fora até o outro lado da rua. Neste momento, Aníbal, foi contido por servidores públicos que presenciaram a desavença juntamente com populares. Estarrecida, a vítima deixou o local e comunicou imediatamente seu patrão.  

A polícia surpreendeu Aníbal, enquanto fumava na porta da Prefeitura.

Acionada por advogados, a Polícia agiu rápido e surpreendeu Aníbal, enquanto fumava na porta da Prefeitura.

No primeiro momento, o secretário se negou a ser levado para a Delegacia. “Estou cheio de problemas aqui”, disse. Porém, Aníbal percebeu que a coisa mais séria, quando o delegado Bruno Santacatharina informou que ele precisava se esclarecer imediatamente.

Neste momento, acompanhados de advogados, a suposta vítima, o acusado e testemunhas prestam depoimentos da Delegacia de Polícia.

Saiba mais...

Condução coercitiva é uma forma impositiva de levar sujeitos do processo, ofendidos, testemunhas, acusados ou peritos, independentemente de suas vontades, à presença de autoridades policiais ou judiciárias.

O secretário Aníbal Júnior chega à Delegacia acompanhado do Procurador Jurídico do Município, Walter Neto. (Foto Rio Pardo News)
 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews