Português Italian English Spanish

R$ 128 mil/Ano: vereadores de Ribas criam Vale-Alimentação para servidores

R$ 128 mil/Ano: vereadores de Ribas criam Vale-Alimentação para servidores

Procurado pela reportagem, via assessoria, Paulo da PAX (PR), ignorou os questionamentos e preferiu não se manifestar.

Procurado pela reportagem, via assessoria, Paulo da PAX (PR), ignorou os questionamentos e preferiu não se manifestar.

Por Kleber Souza do Rio Pardo News

Por unanimidade os vereadores aprovaram e o presidente publicou no Diário Oficial da última segunda-feira, dia 21, alteração de resolução que concede auxílio alimentação de R$ 288,00 todos os 37 servidores efetivos e comissionados da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo (MS).

Segundo estudo de impacto, são 20 servidores efetivos e 17 comissionado (11 assessores parlamentares e 6 nomeados) que irão receber o benefício. O Vale-Alimentação custará para os cofres públicos do Município cerca de R$ 128 mil somente em 2019. A alteração na resolução prevê ainda reajuste anual.

Com exceção dos 11 vereadores, que ocupam cargos eletivos, a nova resolução beneficia todos os servidores do legislativo municipal, independente de faixa salarial.

A vereadora Nayara Pereira (PSB), disse que “tudo que for para ajudar o funcionário, é bom”.

 

POSICIONAMENTO DOS VEREADORES

Procurado pela reportagem, via assessoria, o recém empossado vereador-presidente, Paulo da PAX (PR), ignorou os questionamentos e preferiu não se manifestar. Já a vereadora Nayara Pereira (PSB), disse que “tudo que for para ajudar o funcionário, é bom”.

A vereadora Fabiana Galvão (PATRI) foi questionada se a concessão do benefício, via alteração de resolução, é legal. A vereadora respondeu que sim.

“Esse auxílio alimentação é previsto em lei, portanto está dentro da legalidade, e funcionários efetivos já utilizam, o que nós acordamos é que deveremos usar o princípio da isonomia dentro da Câmara para os demais funcionários, sendo que o valor de 288 reais não irá gerar um valor exagerado em folha. Essa decisão foi unânime”, disse Galvão.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews