Português Italian English Spanish

Prefeitura de Ribas lança revistinha após gastos de quase 2 milhões em Agência

Prefeitura de Ribas lança revistinha após gastos de quase 2 milhões em Agência


A Prefeitura de Ribas do Rio Pardo (MS) iniciou no sábado, dia 27, a distribuição de um informativo semelhante a uma pequena revista em papel couché e boa gramaduta, quase no padrão Veja/IstoÉ.

Sem ter o que mostrar, o staff do prefeito Paulo Tucura (DEM) apelou para informar atividades cotidianas das secretarias, como auxílio funeral, entrega de carnê de IPTU em casa, fornecimento de merenda escolar, distribuição de ovos de páscoa, entre outras inexpressivas realizações de seu mandato paupérrimo.

Nitidamente, percebe-se a preocupação de quem produziu o material em “encher linguiça”. Das 72 páginas, muitas não mostram praticamente nada, como a contracapa que quase 4 meses depois, relembra em letras garrafais, capazes de utilizar duas páginas, o aniversário da cidade.   

Há exatamente um ano, o Rio Pardo News noticiou a seguinte manchete: Telefonema e bebedouro viram Ação de Governo em gestão sem nada para mostrar Na ocasião alertamos para a tentativa vil da Gestão Tucura, em tentar sem sucesso, transformar suas obrigações básicas em ações governamentais.

Doze meses depois, constata-se que nada mudou, e que tudo virou uma revista do tipo REVISTA CARAS, com muitas fotos, algumas de péssima qualidade, e pouca informação.

QUANTO CUSTOU?

Como é de costume nas ações da Gestão Tucura, mais uma vez o contribuinte é enganado. Não há informações básicas e obrigatórias na revista paga com dinheiro público. Uma afronta aos princípios administrativos.

A reportagem recorreu para um orçamento on-line de uma revista do mesmo formato. Chegamos a um preço médio de R$ 6,00 (seis reais) cada unidade. Considerando os mais 6 mil estabelecimentos (comerciais e residenciais).

A Gestão Tucura pode ter investido, em plena pandemia, cerca de R$ 36.000,00 (trinta e seis mil reais) na revista. Intitulada “2017-2020”, a revista pode ter sida, ou não produzida pela Agência Diniz, empresa de publicidade da capital que presta serviços ao município e já faturou quase R$ 2 milhões nos últimos quatro anos.

Circulou nas redes sociais, nota fiscal da empresa Printcom para a Prefeitura de Ribas. De acordo com esta nota, as revistas custaram R$ 4,7250 (quatro reais e setenta e dois centavos e meio), e foram impressas 4 mil exemplares. O valor total da nota é de R$ 18.900,00 (dezoito mil e novecentos reais).  

POR QUE SÓ AGORA TUCURA?

O prefeito Paulo Tucura (DEM), que não produziu nenhum material informativo nos três primeiros anos, pode responder na Justiça pelo mau uso do dinheiro público, bem como, suposta tentativa de promoção pessoal, em ano eleitoral, mesmo depois de desistir da pré-candidatura à reeleição.

SEM RESPOSTA!

Questionamos a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ribas sobre os custos do informativo, mas como de costume, não houve resposta.

Por Kleber Souza em 29 de junho de 2020

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961