Português Italian English Spanish

Lourenço, Boca de Lata, Paulo da Pax e Robertão votam contra gratuidade de IPTU para pessoas com câncer

Lourenço, Boca de Lata, Paulo da Pax e Robertão votam contra gratuidade de IPTU para pessoas com câncer

O Projeto de Lei foi arquivado pela Câmara e não se transformou em lei.

Lourenço da Vidraçaria votou contra a gratuidade para pessoas com câncer (Foto Rio Pardo News)

Por Kleber Souza/Rio Pardo News

Os vereadores Lourenço da Vidraçaria (PR), Boca de Lata (PR), Paulo da Pax (PR) e Robertão (MDB) votaram contra dar isenção de IPTU aos moradores de Ribas do Rio Pardo diagnosticados com câncer e outras doenças graves. O voto dos quatro vereadores foi decisivo para a manutenção do veto total do prefeito. 

O prefeito Paulo Tucura (MDB) havia vetado totalmente o Projeto de Lei 012/18 em 26 de setembro. Entretanto, a Câmara que havia criado, votado e aprovado por unanimidade o Projeto em 4 de setembro, poderia ter mostrado coerência, derrubando o veto e sancionado a lei.

Para isso, seriam necessários que 2/3 dos 11 vereadores se mantivesse firme, o que não ocorreu, e por 7 a 4, o prefeito mostrou que sua base aliada segue leal aos interesses de sua forma de governar.

Nayara viu o seu projeto ser derrubado na Prefeitura e na Câmara

A vereadora Nayara Pereira (PSB) bem que tentou, mas o discurso de 8 minutos não foi suficiente. “Esta casa (a Câmara), não deve se sujeitar aos caprichos do executivo (Prefeitura), sob pena de termos nossa reputação maculada”, frisou.

“Não façamos igual ao executivo (prefeito), vindo a prejudicar quem devemos defender”. Disse. Nayara encerrou pedindo que os vereadores permanecessem com o voto o contrário ao veto, que segundo ela, é indevido.

Fabiana Galvão (Patri), Anderson Guimarães (PRP), Professora Sonia (PSDB), Luiz do Sindicato (PTB), Nayara Pereira (PSB), Paulinho Machado (MDB) e Lucy Duarte (Patri), votaram contra o veto e a favor da concessão da gratuidade aos enfermos, mas foram voto vencido.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Câmara, o Projeto de Lei foi arquivado pela Câmara e não se transformou em lei.

Revoltados, alguns moradores usaram as redes sociais para se manifestarem.

“Que Deus não permita na família deles uma doença tão devastadora e principalmente quando você luta com seus recursos sem nenhuma ajuda dos governantes. Muito me assusta dizer que Sr. Roberto o Sr Paulo da Pax o Sr Lourenço e você Boca de Lata que sempre achei que era Cristão. Lembrarei de vcs nas próximas contem comigo.”, escreveu a empresária Nadi Passara.

Roseli Aparecida pediu misericórdia aos contrários. “É só quem passa mesmo perdi a mãe dos meus netos com esta doença é muito difícil ter alguém assim Deus q tenha misericórdia dessas pessoas que não pensa no futuro dos ente querido deles”.

 

O PLENÁRIO VAZIO NOVAMENTE

Câmara Municipal. Todas às terças à noite, os vereadores discutem os rumos do município e quase sempre para uma pequena plateia formada por familiares e assessores.

Ali acontecem os debates de projetos e leis que podem, ou não, melhorar a vida em Ribas do Rio Pardo. A votação de ontem, por exemplo, certamente teria tido desfecho diferente, caso houvesse considerável apelo popular pela derrubada do veto.

ALÉM DO LOURENÇO DA VIDRAÇARIA, VOTARAM CONTRA:

BOCA DE LATA

 PAULO DA PAX

E ROBERTÃO.

 

 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews