Português Italian English Spanish

Júri Popular absolve acusados de matar Paulinho 6 anos depois do crime

Júri Popular absolve acusados de matar Paulinho 6 anos depois do crime


Diante dos fatos o Ministério Público requereu a condenação dos acusados. Versão rejeitada pela maioria dos jurados.

Por Kleber Souza

Pouco mais de seis anos depois do crime que tirou a vida do jovem Paulo Henrique da Silva Rosa, o Paulinho, o Júri Popular de Ribas do Rio Pardo (MS), julgou a denúncia de Homicídio Qualificado e absolveu por maioria de votos, os acusados Weliton Cassio Matos Camargo e Rafael Macena da Silva.

O crime de grande repercussão aconteceu na madrugada do dia 3 de fevereiro de 2013 e envolveu jovens de conhecidas famílias da cidade. O julgamento foi realizado nesta sexta-feira, dia 22, no tribunal do júri da comarca e durou mais de 14 horas.

De acordo com a denúncia, conduzida pelo Promotor de Justiça George Zarour Cezar, o réu Weliton teria efetuado dois disparos de arma de fogo contra a vítima que, atingido por um dos tiros, veio a óbito no local. Para a acusação, Rafael agiu como comparsa de Welinton e, os dois teriam sido motivados por vingança.

Diante dos fatos o Ministério Público requereu a condenação dos acusados. Versão rejeitada pela maioria dos jurados.

A defesa de Weliton, feita pelo Defensor Público Vitor Plenamente Ramos, sustentou que o réu agiu em legítima defesa, e pediu sua absolvição por clemência. O pedido foi aceito pela maioria dos jurados. Assim como o advogado de Rafael, Marco Antônio Barbosa Neves que sustentou com sucesso a tese negativa de autoria requerendo sua absolvição, o que também foi atendido pelo corpo de jurados formado por quatro mulheres e três homens.

O Juiz Titular da comarca de Ribas do Rio Pardo, Idail de Toni Filho conduziu os trabalhos.

 

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961