Português Italian English Spanish

Falta de kits que garantem diagnóstico da dengue afeta municípios de MS

Falta de kits que garantem diagnóstico da dengue afeta municípios de MS

Segundo a SES, desabastecimento aconteceu devido a falta do envio pelo Ministério da Saúde

Agente do CCZ observa foco de mosquito da dengue em recipiente com água parada (Foto: Divulgação)

Tatiana Marin do Campo Grande News

O Lacem (Laboratório Central de MS), que realiza a sorologia da dengue, enfrenta falta de kits de exames para diagnóstico da doença e afeta os municípios de Mato Grosso do Sul. Segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), o desabastecimento ocorreu em todo Brasil devido a falta do envio pelo Ministério da Saúde, fornecedor do insumo.

Em Campo Grande, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) informa que os diagnósticos estão sendo realizados pela avaliação clínica, com suporte do hemograma que é realizado nas unidades.

Nesta sexta-feira (8) foi publicada no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) a decisão da Prefeitura de Campo Grande de declarar situação de emergência, em função da epidemia de dengue que ocorre na cidade. A medida vai possibilitar ao município fazer compras, contratar pessoal e até realizar obras, sem precisar de licitação, além de buscar recursos estaduais e federais.

Notificações - Boletim epidemiológico da dengue emitido em 6 de março pela SES, aposta 9.684 notificações da doença em todo o Estado em 2019. Deste total, 4.876 foram registrados em Campo Grande. Mato Grosso do Sul tem 15 municípios com taxa de incidência acima de 300 notificações por 100 mil habitantes. São eles, em ordem decrescente: Figueirão, Três Lagoas, Sidrolândia, Água Clara, Camapuã, Selvíria, Rochedo, Corguinho, Mundo Novo, Campo Grande, Aparecida do Taboado, Vicentina, Coxim, Itaporã e Ribas do Rio Pardo.

Entre as notificações, 3.592 casos foram confirmados no Estado, sendo 2663 em Campo Grande. Neste ano foram confirma 3 óbitos por dengue, sendo um na Capital e dois em Três Lagoas.

A SES informa que, para sanar o problema e não prejudicar a população, a foi realizado um processo licitatório, com empenho já realizado. Os insumos serão entregues ainda nesta semana. A secretaria, porém, não informou há quanto tempo os municípios estão sem os kits e quantos diagnósticos deixaram de ser realizados por conta da carência.

 

 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews