Português Italian English Spanish

Excesso de Arrecadação: depois de ‘torrar’ quase 90 mi, Tucura pede ‘cheque em branco’ de 10,4 mi

Excesso de Arrecadação: depois de ‘torrar’ quase 90 mi, Tucura pede ‘cheque em branco’ de 10,4 mi

A tentativa de convencer os vereadores de assinarem o ‘cheque em branco’, parece um tanto quanto contraditória.

A tentativa de convencer os vereadores de assinarem o ‘cheque em branco’, parece um tanto quanto contraditória.

No último dia 21, o prefeito de Ribas do Rio Pardo, Paulo Tucura (MDB), encaminhou documento à Câmara Municipal de Vereadores pedindo autorização para utilizar o excesso de recursos arrecadados, referentes ao Orçamento de 2018.

Para este ano, Tucura dispunha de quase R$ 90 milhões. Entretanto, faltando mais de três meses para o fechamento, os cofres do município estão praticamente vazios, tanto que o regime é de ‘urgência especial’, e a principal justificativa é a honrar com o pagamento dos servidores.

Porém, a tentativa de convencer os vereadores de assinarem o ‘cheque em branco’, parece um tanto quanto contraditória, haja vista que, a folha de pagamento dos salários dos servidores já está empenhada e prevista dentro do orçamento deste ano, aprovado em 2017.

De acordo com o ex-coordenador de receita e controle da Prefeitura, Paulo Rogério Bernardes, os quase 90 milhões que eram para gastar em 12 meses, foram comprometidos em praticamente 8 meses.

“A alegação do prefeito não procede. Não tem mais nada o que empenhar com folha. Se a folha já está empenhada, esse valor não será gasto em folha”, disse. Sendo assim, o prefeito estaria pedindo para os vereadores a autorização para gastar o dinheiro com setor ‘A’, para então remanejar este dinheiro para o setor ‘B’, e então, gastar como bem entender.

O pedido do prefeito deve ser apreciado e votado pelos vereadores na sessão ordinária desta terça-feira, dia 25, às 19h, na Câmara Municipal.

Por Kleber Souza/Rio Pardo News

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961