Português Italian English Spanish

Comissionados lotam a Câmara para aplaudir "tropa de choque" blindar prefeito

Comissionados lotam a Câmara para aplaudir "tropa de choque" blindar prefeito

Os vereadores corresponderam e não aprovaram o requerimento com a convocação do prefeito.

 

Por Kleber Souza

Para evitar a aprovação de um requerimento com sua convocação para ir até a Câmara Municipal, nesta terça-feira (26), explicar o segundo pedido feito pelo Ministério Público, para seu afastamento imediato, o prefeito de Ribas do Rio Pardo (MS), Paulo Tucura do MDB, convocou os servidores comissionados para serem "clap clap" e aplaudir os vereadores, que, vergonhosamente, integram a sua "tropa de choque".

Os servidores sentiram-se, praticamente, obrigados e lá estiveram ontem a noite, até mesmo como forma de garantir o próprio emprego nesta época difícil que atravessa o Município. Os vereadores corresponderam e não aprovaram o requerimento com a convocação do prefeito, que, já mostrou preferir as adocicadas perguntas da rádio comercial local.

A Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura confirmou que a mensagem enviada pelo Whatsapp convocando os comissionados, "é oficial". O texto, na íntegra, diz o seguinte:

Prezados Secretários e Secretárias

Em reunião encerrada a pouco com o prefeito municipal Paulo Cesar Lima Silveira, ficou deliberado que cada um dos secretários (as) devem CONVOCAR os seus servidores comissionados ou que possuem portaria (efetivos) para estarem presentes na sessão da Câmara de Vereadores, HOJE, às 19h.

A presença de todos é imprescindível.

Ausências deverão ser justificadas no gabinete do prefeito amanhã. (Atestado médico, comprovante de aula e atestado de óbito).

Os vereadores que assinaram o requerimento convocando o prefeito são: Nayara Pereira (PSB), Sônia Passos (PSDB), Lucy Duarte (PEN), Anderson Arry (PRP) e Luiz do Sindicato (PSB). Com ausência do vereador Luiz do Sindicato, houve empate em 4 a 4 na votação. Votaram contra o requerimento, os vereadores: Robertão (MDB), Boca de Lata (PR), Paulinho Machado (MDB) e Lourenço (PR).

Devido ao empate o vereador presidente Paulo da Pax, foi obrigado a votar. Como fez da vez anterior, contrariou seus discursos de renovação na política e votou contra a ida do prefeito à Câmara Municipal, para se explicar ao povo.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews