Português Italian English Spanish

Câmara recontrata por 48 mil empresa acusada de pagar propina a vereadores

Câmara recontrata por 48 mil empresa acusada de pagar propina a vereadores


A soma do faturamento desta empresa, no mandato dos atuais vereadores, somando os valores empenhados em 2020, chega a exorbitantes R$ 345.310,00

Por R$ 48.010,87, o presidente da Câmara de Vereadores de Ribas do Rio Pardo (MS), Paulo Henrique Pereira da Silva, o Paulo da Pax (DEM), renovou de maneira 'emergencial' nesta sexta-feira, dia 22, o contrato com a empresa Quality Sistemas LTDA, ela que é investigada na Operação Cifra Negra em Dourados (MS).

De acordo com o Ministério Público, a Quality e outras três empresas pagavam propina para vereadores e servidores da Câmara de Dourados (MS) para explorar os serviços a preços superfaturados.

Publicação do Diário Oficial desta sexta (22), detalha que a Quality é especializada em sistema integrado de gestão pública e deve atender as necessidades legais dos órgãos fiscalizadores, como o Tribunal de Contas do Estado. O valor global do contrato corresponde a 12 meses. O último contrato entre Câmara e Quality, vigorou de maio de 2019 até maio de 2020, mas a empresa é 'cliente' antiga da Câmara de Ribas.

Em 2017, a Câmara de Ribas do Rio Pardo, pagou pelos mesmos serviços, exorbitantes R$ 104.400,00. Em 2018, foram mais R$ 104.400,00. Proporcionalmente, os valores são 118% maiores do que os praticados nos últimos e nos próximos 12 meses.

Sem nenhuma explicação plausível, os valores despencaram 34% em 2019, mas os gastos com a Quality continuaram elevados e fechou em R$ 69.750,00.

A soma do faturamento desta empresa, no mandato dos atuais vereadores, somando os valores empenhados em 2020, chega a exorbitantes R$ 345.310,00 (Trezentos e quarenta e cinco mil, trezentos e dez reais).

De maneira estranha, até hoje todos os 11 vereadores assistem calados e despreocupados, a elevada quantidade de dinheiro público sendo consumida por uma empresa investigada pela Justiça.

“Estamos num mato sem cachorro. Nenhum vereador tem coragem de cobrar explicações. São todos coniventes. É muito dinheiro, a diferença é absurda e ninguém faz nada”, protesta um internauta.

O OUTRO LADO

A reportagem enviou questionamentos, via WhatsApp, ao vereador-presidente, Paulo da Pax (DEM). Até o momento não obtivemos retorno.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961