Português Italian English Spanish

Artista plástica riopardense Leonor Lage, morreu aos 71 anos no interior de SP

Artista plástica riopardense Leonor Lage, morreu aos 71 anos no interior de SP

A artista deixa marido, quatro filhos, uma neta e dois netos.

Morreu aos 71 anos, a artista plástica sul-mato-grossense Leonor Cavalheiro Lage, nesta sexta-feira (30). Leonor faleceu na Santa Casa da cidade de Osvaldo Cruz (SP), onde estava internada. A artista que morava na casa de uma filha há dois meses na cidade paulista, fazia tratamento contra a doença no Hospital do Câncer da cidade de Jaú (SP). 

Artista plástica da geração do Salão de Artes do MS de 1980, e professora de artes, Leonor é considerada uma das pioneiras no Brasil em lecionar artes plásticas para portadores de necessidades especiais. Já nos últimos anos, de acordo com André Lage, filho da artista, a mãe dedicava-se às atividades de restauração de artes.

Leonor também foi responsável pelo “Sarau Poético e Musical” de 1996 a 2001, no atelier que leva seu nome, na Avenida Mato Grosso em Campo Grande. “Realizamos diversas exposições coletivas, lançamentos de livros, diversos leilões de artes com os leiloeiros oficiais. O Atelier Leonor Lage foi um dos principais espaços de produção e difusão artísticas do Estado. A Leonor chegou a ter quase 200 alunos de pintura, desenho e escultura num determinado período”, lembra André.

O velório acontece na Paz Universo na 13 de Maio em frente à Santa Casa e o sepultamento às 16h deste sábado (01) no Parque das Primaveras. Formada em direito, e natural de Ribas do Ribas do Rio Pardo, Leonor era casada há 47 anos com o engenheiro civil aposentado, Cleomenes Baís Lage. A artista deixa marido, quatro filhos, uma neta e dois netos.  Veja um pouco do legado da artista aqui. 

Do Midiamax

 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews