Português Italian English Spanish

MP investiga gastos de R$ 415 mil em diárias na Câmara de Ribas

MP investiga gastos de R$ 415 mil em diárias na Câmara de Ribas


O vereador Lourenço Vidraceiro (PL) é um dos"rei das diárias". No total ele já consumiu R$ 51.900,00.

Por Kleber Souza em 27 de novembro de 2019

Após o consumo de R$ 415.200,00 em diárias pela atual legislatura da Câmara de Ribas, dez dos onze vereadores prestam esclaredimentos nesta quarta-feira, dia 27, na Promotoria Pública de Ribas do Rio Pardo (MS).

As oitivas iniciaram às 9h e vão até as 15h30min. O presidente e ordenador de despesas, vereador Paulo da Pax foi ouvido às 9h15min. Depois dele, Lourenço Vidraceiro às 9h30min, Robertão às 10h e Nayara Pereira às 10h30min.

No período da tarde, os depoimentos na Promotoria prosseguem com a vereadora Fabiana Galvão às 13h30min. Depois, Luiz do Sindicato 14h, Sônia Passos 14h30min, Lucy Duarte às 15h e Anderson Arry às 15h30. A dupla Boca de Lata e Paulinho Machado foram ouvidos em 25 de outubro.

O Ministério Público instaurou em 10 de dezembro de 2018 inquérito civil para apurar eventual ocorrência de abuso no recebimento de diárias por vereadores e servidores públicos. Nem mesmo o procedimento da Justiça foi capaz de “frear” o ímpeto de gerar despesas ao cofres do município.

LOURENÇO: R$ 51.900,00 EM DIÁRIAS, LUCY DUATE R$ 00,00!

Antes da ação do Ministério Público, a Câmara de Ribas gastou em 2017, R$ 100.000,00 e R$ 175.650,00 em 2018. Neste ano de 2019, foram R$ 139.550,00. O vereador Lourenço Vidraceiro (PL) é o segundo vereador que mais consumiu diárias neste período. Com um total de R$ 51.900,00 , ele já superou até mesmo vereadores cassados na "Farra" entre 2013 e 2014. A vereadora Lucy Duarte (Patri) é a única da atual legislatura a nunca ter feito uso de diárias.

A FARRA ESTÁ DE VOLTA!  

O sorridente vereador é o "rei das diáias" na Câmara de Ribas: R$ 58.300,00

Deflagrada em novembro de 2013 na Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo, a Operação Viajantes tornou vereadores riopardenses famosos em todo o Brasil. Na ocasião, os vereadores forjavam viagens e participação para complementarem indevidamente os salários.

Em janeiro de 2015, a bomba explodiu e a notícia foi destaque no Fanstástico (TV Globo) no quadro “Cadê o Dinheiro que Tava Aqui?”.  Ainda foi constatado durante investigação, a existência de gastos excessivos realizados pela Câmara com empresas terceirizadas de publicidade, informática, assessorias contábeis e jurídicas, cujos valores ultrapassam mais de R$ 3,5 milhões.

Exatamente seis anos depois, a tal ‘farra das diárias’ parece continuar solta na sede do legislativo rio-pardense.

Lourenço já consumiu mais diárias do que vereadores cassados em 2015 na Operação Viajantes.
 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961