Português Italian English Spanish

Prefeito de Ribas trai emedebistas e se filia ao DEM onde já traiu também

Prefeito de Ribas trai emedebistas e se filia ao DEM onde já traiu também

Politicamente, a filiação de Paulo Tucura está sendo vista como um golpe rasteiro muito bem articulado

Em 2016 o DEM foi o primeiro partido a oficializar apoio a candidatura de Tucura. (Foto Rádio 90FM)

Por Kleber Souza

O antigo PMDB e atual MDB sempre foi coadjuvante nas eleições em Ribas do Rio Pardo (MS). Integrantes históricos como o saudoso Luiz Sodário (in memorian) e o professor José de Almeida, sempre sonharam em ver o partido comandando o município.

Tanto lutaram que, a duras penas, conseguiram conquistar a Prefeitura em 2016, após décadas tentando. Agora, o prefeito eleito, Paulo Tucura, abandonou companheiros e traiu o partido para se filiar ao Democratas (DEM) na calada da noite.

Ele esteve em Brasília e assinou sua ficha, mesmo com toda cúpula sabendo que "ele não honrou compromissos com o DEM, que o apoiou para conseguir a vitória para prefeito".

Quem diz isso, é o presidente municipal do DEM, Paulo Rogério, em seu Facebook. Em um primeiro momento, Paulo Rogério não acreditou nos boatos sobre a filiação de Paulo Tucura, já que prevalece a imagem de traidor do partido também. "Essa provável filiação foi feita pelo Diretório Nacional. Até o momento não fomos comunicados. Temos um diretório devidamente constituído. Desconheço justa razão para que o Diretório seja desconstituído. Oficialmente não fomos comunicado de nada", disse.

Em Abril deste ano, o DEM definiu seu novo diretório em Ribas. 

De acordo com o presidente do partido em Ribas do Rio Pardo, em 2016 o DEM foi o primeiro a oficializar o apoio a candidatura de Tucura. Em 2017 acabou sendo o primeiro a “romper” com a gestão. "Se o prefeito Paulo Tucura quiser ser candidato a reeleição pelo DEM, terá que ser aprovado ou não na convenção do partido". Sua filiação não o torna candidato natural pelo DEM. “O DEM tem internamente dois nomes postulando a indicação para concorrer ao cargo de prefeito e oito pré-candidatos a vereador”, pontua.

Em entrevista ao Midiamax, o ex-governador e presidente do MDB no Estado, André Puccinelli, disse que “camarada que não veste a camisa não serve para o partido”.

Politicamente, a filiação de Paulo Tucura está sendo vista como um golpe rasteiro muito bem articulado por políticos altamente profissionais e descompromissados com lideranças do município.

Filiado no PMDB em 1983, Paulo Tucura permaneceu 36 anos no PMDB (MDB). Bastou experimentar o ‘gostinho’ do poder por 2 anos para cuspir no prato que comeu e abandonar a velha (sigla), que lhe conduziu a Prefeitura.

"Paulo foi maldoso e matou dois coelhos com uma cajadada só, virou político profissional , que trocou virtudes por vícios maléficos de pessoas cegas pelo poder, que ‘tratoram’ quem estiver presente em seu caminho", analisa ex-eleitor de Tucura.

"Ele matou o MDB, seu próprio partido, e acabou com o DEM, achando que poderá comprar a todos", comenta eleitor que diz: Tucura nunca mais. Resta saber agora quem do DEM municipal irá apresentar nota de repúdio ou protestar e sair do partido.

Em 2016 o DEM foi o primeiro partido a oficializar apoio a candidatura de Tucura. (Foto Rádio 90FM)
 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961