Português Italian English Spanish

O “pau de arara” está de volta para os estudantes de Ribas devido ao descaso do prefeito

O “pau de arara” está de volta para os estudantes de Ribas devido ao descaso do prefeito

Depois de duas semanas, um terceiro veículo, este em péssimas condições, voltou a fazer o transporte dos estudantes.

Os pais arriscaram a vida dos estudantes com o transporte na carroceria de camionetes.

Por Kleber Souza do Rio Pardo News

O transporte de estudantes em cima de carrocerias de veículos utilitários abertos, pratica conhecida como “pau-de-arara” que tornou Ribas do Rio Pardo (MS) famoso negativamente no cenário nacional, volta a ser feito por alguns moradores da zona rural do município, cujos filhos estão há 15 dias sem ir à escola.

Os pais denunciam o descaso do prefeito Paulo Tucura, do MDB, quanto as providências. Para agravar a situação, os moradores e trabalhadores da região, bem como os produtores rurais, denunciam a falta de reparo na ponte sobre o córrego Arara, principal acesso a escola municipal da região. 

Os próprios moradores da região colocam tábuas na ponte para a passagem dos veículos. Há risco de acidente e de morte de pessoas devido a precariedade da ponte. Todos na região criticam a administração do prefeito Paulo Tucura, alegando que ele ganhou a eleição se apresentando como produtor rural.

O retrocesso aos tempos do “pau-de-arara” acontece na região conhecida como Potreirinho. Os estudantes prejudicados são de 6 fazendas e, segundo postagem da internauta Raquel de Oliveira, estavam há cerca de 15 dias sem transporte escolar. Devido a época de provas na Escola, os pais arriscaram a vida dos estudantes com o transporte na carroceria de camionetes.

Ribas do Rio Pardo tinha 72 linhas de transporte escolar. A atual administração aumentou para 81, o que, sem dúvida, elevou o custo deste trabalho para mais de meio milhão de reais por mês. 

Os próprios moradores da região colocam tábuas na ponte para a passagem dos veículos.

Há reclamações do transporte escolar em quase todas as regiões do município na administração do prefeito Paulo Tucura. Mas, a pior delas, está na linha conhecida como das fazendas Maria Júlia/Lontra/Potreirinho. 

Nesta linha trabalha motorista novo na administração pública, porque assumiu concurso público recentemente. A Kombi que ele dirige é da Prefeitura, porque a linha não é terceirizada. O veículo fundiu e, segundo Raquel, “outro foi enviado mas nem conseguiu sair da fazenda”.

Depois de duas semanas, um terceiro veículo, este em péssimas condições, voltou a fazer o transporte dos estudantes, o que revoltou os pais dos alunos contra a administração.

“Tem que vir fiscalização aqui pra ver isso. Como podem podem transportar crianças nestas condições?”, questiona a moradora Raquel. Ela também denunciou o descaso no Conselho Tutelar. “Foi feito um ofício pro responsável e até agora nada de resposta”, explica.  

 

Condições da ponte sobre o córrego Arara:

Outro lado

Os problemas com o transporte escolar na região da Fazenda Potreirinho, principalmente na linha que passa sobre o córrego Arara, foram apresentados à administração pública, em 12 de junho, com solicitação de explicações e providências.

Mas, não houve retorno oficial durante os últimos 5 dias, período que aguardamos para esta publicação, como forma de garantir a imparcialidade jornalística.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 98454-6626
 facebook.com/RioPardoNews