Português Italian English Spanish

Marca Tucura na Saúde: povo fica sem vacina devido a férias da vacinadora

Marca Tucura na Saúde: povo fica sem vacina devido a férias da vacinadora

Por Kleber Souza

Enquanto oa prefeitos e governadores atendem determinação do Governo Federal, através do Ministério da Saúde, para vacinar toda a população e evitar epidemia de gripe, em Ribas do Rio Pardo (MS), um anúncio diz que não haverá vacinação, no ESF Miguel Pereira, devido a férias da vacinadora.

O município está 90 quilômetros distante da capital, Campo Grande, na região centro-leste de Mato Grosso do Sul. O prefeito é do MDB e não é a primeira marca negativa de sua gestão na área da saúde. Recentemente, o Hospital Municipal 19 de Março ficou no escuro em duas ocasiões, devido a falhas no grupo gerador de energia. Falta de medicamentos básicos na Farmácia Municipal também é uma constante. 

O anúncio fixado na porta de uma das unidades de saúde de Ribas do Rio Pardo (MS), não demonstra preocupação com os moradores, já que poderia informar também que haveria a substituição da vacinadora para que a campanha não seja interrompida. Ou até mesmo, o encaminhamento da demanda para outra unidade.

Ninguém está contra as justas e merecidas férias da profissional de saúde, mas sim contra a administração não providenciar substituta durante o período das férias. Uma convocação para contratação temporária, de outro profissional qualificado, certamente poderia ser a solução para não deixar a população a mercê da gripe.

Comunicada sobre o fato pela reportagem do Rio Pardo News na manhã desta segunda-feira, dia 3, a secretária de Saúde, Helenice Falcão, disse que "A vacinadora estará de férias, mas as pessoas serão encaminhadas para a UBS ou demais ESFs. Não ficarão sem vacinas", disse. Falcão explicou que este mês ainda será ofertado aos técnicos uma capacitação para vacinador, o que no entendimento da população é uma ação tardia. Para a dona de casa Francisca Medeiros, "acordar cedo e encontrar um recado dessse no postinho de saúde é um descaso com a nossa saúde".

Toda a população pode se vacinar contra a gripe a partir de hoje

A partir desta segunda-feira (3), toda a população pode se vacinar contra a gripe, inclusive quem faz parte do público prioritário e que ainda não se vacinou. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacinação vai continuar enquanto durarem os estoques da vacina.

Até a última sexta-feira (31), quando terminou a campanha nacional, quase 80% do público prioritário foi vacinado, o que representa 47,5 milhões de pessoas. Os grupos prioritários tiveram entre os dias 10 de abril e 31 de maio para se vacinar com exclusividade.

Durante esse período, foram priorizados 59,4 milhões de pessoas, entre elas, gestantes, puérperas, crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, idosos, indígenas, professores, trabalhadores de saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade, além de profissionais de segurança e salvamento. (Por Agência Brasil/Brasília)

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961