Português Italian English Spanish

SSS-Sônia Sempre Soberba, caiu!

SSS-Sônia Sempre Soberba, caiu!


É hora de se redimir em novo discurso na tribuna e assumir o erro. Tente, pelo menos!

É hora de se redimir em novo discurso na tribuna e assumir o erro. Tente, pelo menos! (Foto Rio Pardo News)

Quem a conhece sabe de suas qualidades e virtudes, sua inteligência e proatividade, sua dedicação a Obra de Deus e seu profissionalismo como professora, mas, inevitavelmente, repara defeitos como soberba, prepotência, inflexibilidade e maneira de falar com rispidez e tom elevado de voz.

Qualidades e defeitos são comuns a todo ser humano que, por mais perfeita que seja a criação de Deus, as pessoas sempre encontram um jeito de revelar imperfeições mundanas. No caso da vereadora Sônia Passos, do PSDB de Ribas do Rio Pardo (MS), o preço pago no segundo turno das eleições de 2018, realizado no dia 28 de outubro, foi pela soberba mesmo.

Achar que está acima da lei, é o mínimo, no caso dela, mas gravar áudio em grupo de WhatsApp solicitando o transporte ilegal de eleitores para votar no governador de seu partido, revela toda sua prepotência e inexperiência política.

Sônia tem nariz empinado, gosta que prevaleça suas ideias, atitudes e pensamentos. Em tom de determinação, ela pediu ao seu líder político maior no município, seu compadre, padrinho político e de parentesco, para transportar os eleitores.

Em outro áudio, convocou os correligionários sem se importar com as consequências que estas pessoas poderiam ter, inclusive prisões; sem sequer respeitar a existência de um Poder Judiciário e Policial no município. Isso é soberba e prepotência. Isso é querer estar acima de tudo e de todos, acima da lei.     

#SQN - Só Que Não!

Não em Ribas, onde o delegado novato no município já mostrou a que veio, com todo respaldo de um Juiz de Direito e um Promotor de Justiça alinhados aos novos tempos no Brasil, onde a Lei é igual para todos.

O delegado prendeu e o juiz arbitrou a fiança, por sinal com valor significativo de R$ 28 mil. Aliás, este valor mostra que Sônia teve progresso financeiro nos últimos tempos, porque toda fiança é definida com base no ganho salarial e nas posses do preso.

E, para lamento de todos nós (inclusive meu), a professora Sônia, exemplo para alunos de várias gerações de Ribas do Rio Pardo, foi para trás das grades. Registra na sua história, a triste lembrança de estar presa na Delegacia que tanto ajudou a manter.

Triste! Lamentável! Lágrimas e semblantes incrédulos no rosto de grande parte de moradores de Ribas do Rio Pardo, mas, seguramente, a maior lição de vida para uma pessoa como a Sônia, cheia de qualidades e de grandes defeitos.

E o que é pior: parece que só mesmo com o passar do tempo e quando cair a ficha sobre o tamanho da gravidade do erro que cometeu, é que ela poderá aprender alguma coisa. Isto porque, duas horas depois de sair da cadeia, Sônia deu provas do que estamos dizendo aqui.

Ela ocupou a tribuna da Câmara Municipal, na sessão ordinária do dia 30/10, e não mostrou humildade, mas sim soberba mesmo, prepotência. Agradeceu apoio de amigos e familiares, que, por sinal, apoiam o que ela fez.

De maneira impressionante, mas normal para quem conhece seus defeitos, ela também deu uma de vítima. E mesmo sem deixar cair uma só lágrima, conseguiu sensibilizar seus colegas vereadores presentes e alguns eleitores do município.

Se alguém apoia o que a “SSS” fez, está errado. É tão criminoso ou criminosa quanto ela! Foi ridículo o seu discurso na Câmara. Deveria ter mostrado humildade, que errou ao desonrar os votos recebidos e não adianta ela dizer que isto é comum ou que não houve transporte público.

Nada justifica uma vereadora praticar um crime eleitoral e arrotar na tribuna palavras fúteis de soberba e, ainda receber o apoio de vereadores descompromissados com o “jeito novo” que se comporta o eleitor.  

Sônia deveria baixar a cabeça, pelo menos uma vez, como fez seu humilde colega de partido que foi na sua conversa fiada e fez o que ela pediu e acabou preso também.

Zé Cabelo, um senhor sexagenário dormiu mal, passou transtornos psicológicos, sofreu por três dias dentro de uma cela do município que ama e foi prefeito três vezes, mostrou humildade ao sair da cadeia.

Ele cumprimentou um a um, como sempre faz, todos amigos que estiveram lá. Estava com um semblante que até emociona e, por instantes, nos faz esquecer que também praticou um crime, incentivado por uma vereadora inescrupulosa, que agiu irresponsavelmente e colocou seu líder nesta situação pelas palavras determinantes gravadas nos áudios que toda a cidade conhece. (Ouça o áudio)

Olha para isso Sônia, já que parece não se importar com seu nome e sua honra. Se suje na lama, mas penitencie-se por colaborar com a mácula da honra de seus semelhantes. É hora de chorar, se é que consegue. Hora de se redimir em novo discurso na tribuna e assumir o erro. Tente, pelo menos!

Só pelo silêncio, Zé Cabelo continua tendo a simpatia, até mesmo, de quem não concorda com o que ele fez, mesmo porque sabemos que transportou porque tem bom coração e marcou bobeira ao fazer isso. Mas, ele está quieto, uma atitude que sua vereadora deveria imitar.

Mas, não! #SoniaSempreSoberba continua falando M... em alto e bom som. Foi assim também na sessão do último dia 13, quando sete vereadores rejeitaram o pedido de providências contra a vereadora. Desta forma, Sônia novamente desconsidera leis, juiz, delegado e eleitores. Que este fato, estes transtornos, mais essa vergonha para o Poder Legislativo de Ribas do Rio Pardo não caia no esquecimento da população, pelo menos, até 2020.

Que os sete vereadores que ‘a toque de caixa’ te absolveram, possam reavaliar a decisão e ao menos tentem mostrar que estão alinhados aos novos tempos da Política e garantam a cassação da vereadora Sônia Passos por quebra de Decoro Parlamentar.

É o que espera a população decente de Ribas do Rio Pardo.

Por Kleber Souza. Editor do Rio Pardo News.

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961