Português Italian English Spanish

Moradores denunciam maus exemplos de vereadores contra o Covid-19 em Ribas

Moradores denunciam maus exemplos de vereadores contra o Covid-19 em Ribas


O descuido com a própria saúde, saúde dos familiares e principalmente da população, causou alvoroço.

Moradores de Ribas do Rio Pardo (MS) usaram a internet para denunciar maus exemplos dados por pelo menos dois vereadores durante o fim de semana. Eles descumpriram e contrariaram as principais recomendações na luta contra a chegada do coronavírus ao município. 

O descuido com a própria saúde, saúde dos familiares e principalmente da população, causou alvoroço. 

No sábado (21), ao cobrarem no Facebook ações dos vereadores, Carla Baldo e Josi Ferreira acabaram surpreendidas por uma grave denúncia. Um vereador (autoridade), estaria tendo um comportamento reprovado pelas autoridades. “vejo quase todos os dias um vereador num bar aki no Estoril perto da minha casa, só na cervejinha gelada e bate papo com amigos dele”, denunciou Dina Nogueira.

Se não bastasse a omissão e a inércia, ao frequentar um bar, o vereador descumpre uma das principais recomendações da Secretaria Municipal de Saúde, que é a de evitar aglomeração de pessoas.

VISITA NA HORA ERRADA

Também no sábado (21), outra denúncia ainda mais grave, teve grande repercussão nas redes sociais. Um outro vereador teria recebido visitantes da capital em seu rancho às margens do ribeirão Mantena. Ao lado do Balneário Mantena, que está fechado ao público desde o dia 18.

“Contrariando as determinações dos órgãos de saúde, vereador de Ribas reúne pessoas vindo de outras cidades, em sua casa próximo ao Balneário”, denunciou o Policial Militar aposentado, José Lourenço Camilo.

Camilo disse que todos estão preocupados e que quem deveria dar exemplo, não dá.  

Revoltados, os internautas criticaram a postura dos vereadores. “Deveria haver punição pra esses irresponsáveis!”, escreveu Elisangela Andrade. Já Katia Staggemeier entendeu que o caso era de polícia e orientou chamar a polícia.

A servidora Aparecida Pereira, responsável pela manutenção do balneário confirmou o ocorrido e relatou desacato. “Verdade hoje pessoas que estavam na chácara do vereador passaram pelo Mantena eu fui falar que não podia circular pelo balneário fui desacatada, lamentável”, pontuou.

A irmã da servidora, Luciana Cantorani também testemunhou o comportamento desrespeitoso no rancho do vereador. “Estou na minha irmã de quarentena e presenciei tudo. Um casal desceu o Rio e voltou pelo pelo acesso ao balneário. Quando ela disse que o balneário estava fechado e não podia circular pelo local, o senhor questava acompanhado de sua parceira apenas disse que estava voltando para a chácara do Robertão e desacatou a vigia com grosseria e disse que é amigo do vereador. Lamentável”.

Ariane Vilela avaliou como irresponsável a atitude do vereador. “Por ser um vereador deveria ser primeiro a insentivar apopulaçao a e nao sair de suas casas mais ele faz o oposto e a mulher dele ainda quer esta serta nao tem nem vergonha na cara pra mim isso nao vereador nao tem nenhum pingo responsabiliade e muito menos amor ao proximo nao sei com trem desse ainda ganha pra vereador (sic)”.

Muitos pediram a prisão do vereador. “Falta de responsabilidade,um representante do povo é o primeiro a descumprir normas de segurança e colocar a vida dele e de outras pessoas em risco, deveria ser preso!”, escreveu Antunes Sidnei. 

QUEBRAM DECORO?

Além de política, a avaliação da quebra de decoro parlamentar, é subjetiva, única e exclusiva da Casa de Leis. O mau exemplo dos vereadores pode ser entendido, ou não, como uma prática de ato irregular grave quando no desempenho de suas funções. 

Caso algum vereador ou cidadão entenda como comportamento inadequado, a pauta pode ser avaliada em plenário pelos vereadores.  

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961