Português Italian English Spanish

Lourenço e Robertão embolsarão R$ 1.400 de diárias em 4 horas de palestra

Lourenço e Robertão embolsarão R$ 1.400 de diárias em 4 horas de palestra


Em busca de novos conhecimentos, os vereadores Lourenço Vidraceiro (PL) e Robertão Funileiro (MDB) vão a Campo Grande (MS) nos próximos dias 12 e 13 de março, para participarem de uma série de palestras no plenário do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul.

A solenidade de abertura, acontece às 19h da quinta-feira (12) e a primeira palestra, com o tema Pacto Federativo, tem início previsto às 19h40min. O encerramento do primeiro dia de evento deve acontecer às 21h.

Na sexta-feira, dia 13, serão cinco palestras de 40 minutos de duração. “O conteúdo programático é super interessante. Só não sei como vão usar isso, pois são despreparados e já estão no último ano. Acho que só vão mesmo para pegarem a diária gorda”, comenta a internauta que 'printou' o portal da transparência e requisitou matéria jornalística sobre o assunto.

Descontados os dois lançamentos de livros e o intervalo de 40 minutos, os vereadores vão embolsar dos cofre públicos duas diárias de R$ 350,00, sendo R$ 700,00 a mais no salário de março de cada um. No total, serão R$ 1.400,00 do contribuinte investidos em 4 horas e 40 minutos de palestras.

Enquanto isso, a população sofre com a omissão da Câmara Municipal que insiste em dar enfase para amenidades e não cumpre o papel primordial de fiscalizar a atuação do Executivo. A cidade segue abandonada. O problemas vão desde a falta de medicamentos simples, até a ausência de transporte escolar na zona rural.

QUASE 180 POR HORA. MAIS QUE UM PLANTÃO MÉDICO!

O faturamento relâmpago de R$ 1.400,00 em 4 horas e 40 minutos de palestras, rende aos vereadores, uma média de R$ 175,00 por hora. O valor é praticamento o dobro do que ganha um médico, por hora, durante um plantão no Hospital Municipal 19 de Março. 

VEREADORES FRACOS COM BAIXÍSSIMA PRODUÇÃO PARLAMENTAR

Utilizando como parâmetro os números da atuação institucional divulgados pela própria Câmara Municipal, a dupla Robertão e Lourenço, aparecem como pouco produtivos. A fraca atuação parlamentar reflete o nível de comprometimento e o despreparo dos dois.

Ao longo de todo ano de 2019, Robertão apresentou cinco míseras proposições. Uma média de 0,416 por mês. 

Já Lourenço, é o quinto pior, quando o assunto é apresentar projetos e sugestões para a melhoria da cidade. Em 12 meses ele fez 20 proposições. Média de 1,66 ao mês.

PREFEITO BLINDADO SEMPRE! 

Sem dúvida o maior esforço da dupla, e de outros componentes da "base-aliada" do prefeito, é atuar para manter Paulo Tucura blindado. Neste quesito eles conseguem estar entre os primeiros. 

Quando o assunto é defender Tucura ou agir para mantê-lo como "o certo", mesmo estando errado, eles se transformam em parlamentares irreconhecíveis. Dignos de atores de Hollywoodianos.

INVESTIGADOS POR ABUSO NO USO DE DIÁRIAS

Robertão e Lourenço também estão entre os vereadores investigados pelo Ministério Público Estadual, por suposto abuso no uso de diárias. Em novembro de 2019 eles prestaram depoimento na Promotoria de Justiça.

Desde que assumiu seu mandato, Lourenço já ganhou maisde R$ 52 mil em diárias. Robertão também já ultrapassou a casa dos R$ 50 mil. Neste quesito eles estão entre os primeiros vereadores da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo (MS).  

Por Kleber Souza/Rio Pardo News em 10 de março de 2020

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961