Português Italian English Spanish

Defensor quer que Tucura execute ações imediatas contra a dengue em Ribas

Defensor quer que Tucura execute ações imediatas contra a dengue em Ribas


A recomendação é do defensor público substituto, Bruno Augusto de Resende Louzada.

Defensor público substituto, Bruno Augusto de Resende Louzada.

A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul recomendou à prefeitura de Ribas do Rio Pardo que implemente, imediata e integralmente, um plano municipal de contingência de dengue, zika e chikungunya, conforme as Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue do Ministério da Saúde.

Conforme ofício encaminhado à Secretaria de Saúde do município, entre as ações recomendadas estão:


- Garantir a oferta de serviços de saúde e ações de promoção, prevenção e recuperação à saúde destinadas ao controle da dengue, zika e chikungunya e atendimento dos pacientes afetados nas unidades de saúde existentes sob a gestão municipal.


- Providenciar a retirada de entulhos e lixos em terrenos baldios, áreas de construção e vias públicas do Munícipio, com a elaboração de relatórios estatísticos indicando os locais visitados e as providências executadas.


- Implantar Grupo Executivo Intersetorial com a participação contínua, coordenada e integrada das diversas áreas de interesse de administração Estadual e Municipal, tais como limpeza urbana, defesa civil, educação, saneamento, planejamento urbano, dentre outras, para ações intersetoriais de prevenção e controle de dengue, nos moldes das Diretrizes Nacionais para a prevenção e Controle de Epidemias de Dengue.


- Determinar aos Agentes de Controle de Endemias, a aplicação de larvicidas nos locais propícios à disseminação do vetor nos imóveis residenciais e comerciais, públicos ou privados, do município, apresentando, semanalmente, à Secretária de Saúde, relatórios estatísticos indicando o número de residências visitadas e o número de focos da doença encontrados, bem como as providências executadas.


- Realizar ações de mobilização da população para a prevenção e controle da dengue, zika e chikungunya, incluindo a confecção e disponibilização de material informativo, alertando sobre os sinais e sintomas das doenças e riscos da automedicação.


- Realizar ações de educação em saúde com mulheres e homens adultos, jovens e adolescentes, para garantir a oferta de informações e promover a saúde sexual e reprodutiva da população. Para que possam realizar um planejamento reprodutivo consciente durante a epidemia de dengue, zika e chikungunya.


Dados

Entre 1º e 22 de janeiro foram notificados em Mato Grosso do Sul 3.195 casos de dengue. A média é de 145 registros ao dia, quase 1 a cada dez minutos, conforme boletim epidemiológico divulgado na quarta (22), pela Secretaria Estadual de Saúde.


O boletim aponta ainda quatro mortes provocadas pela doença no Estado em 2020.

(Texto: Guilherme Henri/DPGEMS)

 riopardonews@gmail.com
 (67) 99107-6961
 facebook.com/RioPardoNews
 (67) 99107-6961